Não jogue fora a sua vida

No seu livro chamado “Cartas do Inferno”, C. S. Lewis imaginou um diálogo entre um demônio chamado “Morcegão” e um diabo aprendiz por nome de “Cupim” que desesperadamente procuravam impedir que seu atormentado vivesse o cristianismo bíblico. O texto inteiro é bem interessante, mas existe uma parte no diálogo que me chama bastante atenção. É quando o Morcegão diz: “[…] se não podemos impedi-los de serem cristãos, então que o sejam com certos qualificativos. Substitua a fé por alguma moda que tenha um colorido cristão”.

É exatamente o que está acontecendo em nossos dias. Um “cristianismo” sem Cristo, sem profundidade de conhecimento de Deus, que não transforma a vida dos indivíduos e nem muda a cultura. Pessoas religiosas, mas com sérias dificuldades de expressarem uma fé bíblica relevante.

E nosso desafio como adolescentes tementes a Deus é mostrar ao mundo que o Cristianismo é mais do que uma crença particular, mais do que salvação pessoal. Ele é um sistema de vida compreensível que oferece as únicas respostas viáveis e racionalmente defensíveis para as dúvidas e necessidades físicas, morais e espirituais dos homens, envolvendo todos os aspectos da criação: família, educação, ciência, arte e cultura popular. O cristianismo é o único sistema total de vida capaz de dar sentido ao mundo em que vivemos.

Na sociedade atual, a vida não tem objetivo, não há verdade universal, todos os estilos de vida, todas as crenças e todos os comportamentos são considerados igualmente válidos. Por exemplo: existe um estimulo à prática da homossexualidade, ao sexo fora do casamento, ao uso de drogas, ao divórcio e outros pecados. Exatamente porque a tolerância se tornou tão importante que nenhuma exceção é tolerada.

Agora raciocina comigo, se todas as ideias são igualmente válidas, como insiste o pós-modernismo, então nenhuma ideia é digna de nossa devoção; nada é digno de se viver ou morrer, a vida de fato se torna sem significado. E é assim que está vivendo uma multidão de pessoas, sem encontrar a razão da existência. Pessoas que não sabem qual é o sentido da vida.

Pois somente aqueles que descobrem a beleza de Cristo é que são capazes de compreenderem que a vida tem sentido e propósito em Deus e não pode ser desperdiçada. Ela tem que ser vivida de acordo com a única paixão que satisfaz a nossa alma, que dá plenitude ao nosso ser. Paixão pela supremacia e pela verdade de Deus, paixão pela beleza e pela glória de Cristo.

A nossa vida deve ser de exaltação a Deus e satisfação da alma em Cristo, pois foi por essa razão que Deus nos criou, para encontrar nEle motivo maior para o nosso coração. “Ele é mais glorificado em nós quando estamos mais satisfeitos nEle”. Toda a vida do cristão tem o propósito de magnificar a Cristo e isso pode acontecer por meio do prazer ou por meio da dor. Mas o alvo é sempre a glória dEle.

É na glória de Cristo e no desfrutar de sua intimidade que encontramos razão para viver e força para dizermos não às paixões mundanas e pecaminosas. Jesus, certo dia, disse: “O reino dos céus é semelhante a um tesouro oculto no campo, o qual certo homem, tendo-o achado, escondeu. E, transbordante de alegria, vai, vende tudo o que tem e compra aquele campo.” (Mt 13.44). É assim que precisamos considerar o nosso Deus, como nosso maior tesouro, o bem mais precioso que possuímos, a joia mais rara que podemos ter, a pedra mais gloriosa que poderia existir.

Deveríamos empenhar a nossa vida e tudo que temos e somos para buscar o conhecimento e a intimidade com esse Deus Maravilhoso, considerando-O como a fonte de onde procede a vida e a razão pela qual vale a pena vive e morrer. Em Cristo há abundância de alegria, felicidade plena, socorro certo, conforto garantido, paz completa, vida abundante, esperança verdadeira, amor real, perdão suficiente, vida eterna. E somente aqueles que são comprometidos em viver uma fé bíblica serão capazes de ver o mundo como Deus o vê e fazer escolhas morais e espirituais verdadeiras e assim glorificarem a Deus. Sem essa consciência não vivemos, mas jogamos fora a nossa vida. Pois a vida só tem sentido quando vivida para a glória Deus!

Rev. Eurípedes de Araújo Dantas

Tags: , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma Resposta