O que você esperava?

Diariamente encontramos pessoas exaustas, desiludidas e frustradas em seus relacionamentos. Quando o assunto é casamento a desesperança é ainda maior. E muitas dessas desilusões poderiam ser evitadas se as pessoas construíssem relacionamentos Bíblicos com uma visão realista das suas relações, sem criar falsas expectativas.

A maioria dos casais quando começam seus relacionamentos estão apaixonados e têm certeza de que o amor que estão sentindo no presente os ajudará a atravessar qualquer situação que possa surgir no futuro. Têm certeza de que poucos sentiram um amor tão poderoso como este que estão sentido um pelo outro. E até sabem que alguns casais têm problemas, mas acreditam que não são como eles, pois estão convencidos de que tudo acabará dando certo. E até parece que estão decididos a não ouvir a verdade sobre aquilo que inevitavelmente terão que lidar no futuro.

E quando o futuro chega, alguns resolvem interromper os seus casamentos se separando e usando as mais esfarrapadas desculpas para justificarem os seus pecados. Sei de caso que as pessoas desistiram de seus casamentos antes mesmo da primeira semana de casados. E os motivos para tais desistências estão longe de serem bíblicos.

Portanto, para não praticarmos os mesmo pecados, cometendo os mesmos erros, precisamos nos lembrar de que infelizmente estamos vivendo em um mundo caído, que está profundamente danificado pelo pecado. E, além disso, precisamos ter em mente que vivemos na companhia de pessoas pecadoras, que cometem falhas e pecados contra nós, e que nós também cometemos pecados contra o nosso próximo. E o casamento do cristão, não esta imune a estes erros.  Logo, se você deseja ter relacionamentos saudáveis, felizes e acima de tudo glorificar a Deus através da santidade do casamento, você precisa aprender algumas coisas.

  1. Deus está trabalhando e usando as circunstâncias diárias para transformar você. Todos às pessoas enfrentam situações semelhantes a que você enfrenta em seu casamento. Pois todos os homens vivem seus casamentos num mundo caído, que não funciona conforme o modelo primário que foi criado. E o crente não tem como fugir da realidade de que seu casamento e suas relações também sofrem os efeitos da queda todos os dias. Mas é confortador saber que as situações vivenciadas por você em seu casamento não é fruto do acaso, nem do destino ou da sorte. Pois existe um Deus que planejou e decretou cada detalhe da vida dos seus filhos. Ele não nos dá sofrimentos além do que podemos suportar. E em meio aos sofrimentos somos alentados pela esperança que brotam em nossos corações em saber que Ele tem o controle das circunstâncias. E usa todas eles para o bem daqueles que o amam.
  2. O casamento é a união de duas pessoas pecadoras. Infelizmente os cônjuges trazem para o casamento uma semente, que se chama pecado, que ainda esta em seus corações e que traz dificuldade para a relação. Na maioria das situações matrimoniais as pessoas enfrentam problemas não porque deliberadamente tiveram a intenção de causá-los, mas porque são pecadoras e não ainda enfrentam o poder do pecado nas suas vidas.
  3. Deus é poderoso para reconstruir as suas relações. Quando olhamos o nosso coração e também ao mundo do qual fazemos parte, não podemos negar as duas verdades que o cerca. A primeira é que o mundo é um mundo caído e todas as pessoas enfrentam os problemas causados pela queda do homem. Porém, jamais deveríamos nos esquecer de que Deus está aqui, Ele que é atuante e sempre esteve disposto a reconstruir a vida daqueles que nEle se refugiam. Nos não estamos sozinhos, fadados as mais profundas desilusões existenciais e circunstanciais. Existe um Deus atuante neste mundo. Portanto, podemos ser realista e ao tempo esperançoso, confiante e expectante na misericórdia graciosa desse Deus.

Quero concluir convidando você a reconhecer diante de Deus os seus pecados, as suas fugas para não encarar a realidade, as suas fraquezas e confusões mentais. Peça a Deus força, direção e restauração para a sua vida. Seja realista, aprenda a encarar a vida com verdade. Para que no futuro você não diga: “Eu simplesmente não esperava que fosse assim”.

Rev. Eurípedes de Araújo Dantas

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma Resposta